Gestão de itens MRO na empresa: vantagens e boas práticas

gestão de mro

Gestão de itens MRO na empresa: vantagens e boas práticas

Você já se perguntou como as decisões na gestão de MRO são tomadas na sua empresa? Os gastos indiretos associados aos materiais e aos suprimentos de suporte que não aparecem nos produtos finais — mas permitem que eles sejam criados — enquadram-se na categoria Manutenção, Reparo e Operações.

Essas despesas são melhores gerenciadas quando têm a mesma atenção rigorosa que os gastos diretos. Nelas, estão incluídos desde peças de reposição, ferramentas e produtos químicos industriais até móveis, produtos de custódia e material de escritório.

Para você entender bem, vamos apresentar o conceito de MRO, quais tipos de empresa podem usá-lo, quais serviços e produtos englobam, os benefícios às empresas e os principais desafios. Continue a leitura.

O que é MRO e quais tipos de empresa podem usá-lo?

Nas áreas de negócios, manufatura e cadeia de suprimentos, MRO significa Manutenção, Reparo e Operações. Em outras palavras, são bens usados no processo de produção que não fazem parte do produto final.

A gestão de MRO é importante para um conjunto amplo de pessoas e setores. Ela pode ser implantada no gerenciamento de fábrica ou corporativo, na gerência de armazém e na engenharia industrial, incluindo funções de diretores e gerentes de manuseio de materiais.

Nos ambientes de escritório, geralmente as compras de MRO são pequenas, enquanto nos setores de manufatura representam uma grande parte do total de aquisições feitas pela organização.

Quais produtos e serviços englobam MRO?

O termo MRO é definido de maneira muito ampla e pode abranger uma variedade grande de produtos. Por isso, as empresas classificam os itens em categorias e subcategorias:

  • peças de reposição;
  • equipamentos como bombas e válvulas;
  • consumíveis: suprimentos de limpeza, manutenção da fábrica, lubrificantes e atividades concluídas para restaurar ou manter o funcionamento do equipamento necessário;
  • equipamentos de segurança, como: luvas, capacetes e óculos de proteção;
  • processos de manutenção;
  • comunicadores;
  • iluminação;
  • baterias;
  • materiais elétricos;
  • drives;
  • sistemas de computador e Datacom;
  • rolamentos;
  • condutores elétricos;
  • terminações e emendas;
  • ferramentas de reparação e outras.

A lista é extensa e vai depender muito do seu tipo de negócio, bem como das metas e dos objetivos da companhia.

Quais são os principais desafios para os gerentes de manutenção?

Ao adotar as melhores práticas de gestão de MRO, pode ser difícil manter o foco, alinhar novas prioridades e evitar velhos hábitos. Um dos desafios enfrentados pelo gerente de manutenção moderno é aumentar a eficiência operacional da organização e reduzir o tempo de inatividade não programado. Para isso, são implementados procedimentos que equilibram adequadamente as opções preventivas, preditivas, corretivas e de substituição.

O equilíbrio é necessário para maximizar a utilização produtiva desses ativos em médio e longo prazo, garantindo a integridade de todos a um custo acessível. Isso exige um profundo conhecimento sobre questões como:

  • equipamentos e instalações sob os seus cuidados;
  • ambiente operacional;
  • carga sobre os ativos;
  • recomendações do fabricante;
  • garantias, manuais e instruções.

Mesmo com um bom planejamento, as falhas não previstas do equipamento são uma realidade sempre presente, exigindo que os gerentes de manutenção também estejam preparados para o gerenciamento de contingência apropriado quando isso acontecer.

Embora a incorporação de uma capacidade efetiva de resposta à manutenção reativa faça parte integrante de qualquer programa equilibrado, o desafio é identificar opções e estratégias de execução apropriadas.

Nesse sentido, os gerentes de manutenção precisam improvisar e gerenciar a velocidade da resposta, criando ações necessárias para solucionar, o mais rápido possível, falhas que acontecem de modo inesperado. Isso implica operações de suporte logístico, englobando, por exemplo, equipamentos e serviços especializados, peças de entregas longas e outros.

Entretanto, todos os desafios podem ser superados com algumas parcerias importantes e um planejamento detalhado — de modo a colocar você no caminho certo para a fabricação mais eficiente.

Quais são os benefícios da gestão de MRO para as empresas?

Agora você já sabe o que é e quais são os tipos de MRO. Então, confira três grandes vantagens de otimizar as atividades de Manutenção, Reparo e Operações para não ter dúvidas sobre a importância de adotar as boas práticas!

Reduz gastos e consumo de peças

Uma estratégia de MRO bem projetada minimiza gastos e consumo de várias maneiras, como gerenciar peças reparáveis ​​com melhor eficiência e usar métodos de compra mais estratégicos.

Uma abordagem moderna da manutenção industrial também contribui para administrar as garantias com mais eficiência; e o gerenciamento de reparo de componentes pode reduzir falhas de equipamentos e diminuir custos de substituição por meio da otimização de MRO.

Melhora a produtividade da equipe técnica

O bom uso de tempo e energia da sua equipe pode ser o benefício mais promissor de um melhor gerenciamento de MRO. Com controles em vigor para acesso e atividades da despensa, funções e responsabilidades redefinidas e muito mais, os membros da equipe otimizam seu tempo. Com isso, eles podem focar mais na operação da fábrica, realizando manutenção corretiva ou preditiva, resultando em mais produtividade.

Aumenta a receita

Projetos focados na otimização do inventário de MRO fornecem bons números no ROI — Retorno sobre o Investimento. Um sistema de gerenciamento de ativos possibilita uma visão geral e permite o compartilhamento, mesmo entre fábricas. Isso ajuda a reduzir os requisitos de espaço de armazenamento e o tempo necessário para o gerenciamento de peças.

Como você viu, a gestão de MRO são os cuidados relacionados à cadeia de suprimentos de Manutenção, Reparo e Operações usados durante o processo de fabricação de um produto. Mostramos também que a redução de gastos com consumos, o aperfeiçoamento de técnicas e o aumento da receita são as principais vantagens de adotar ações de segurança.

Portanto, se você e seus colaboradores ainda não estiverem usando os equipamentos certos, agora é a hora de simplificar os processos. A Nortel é a maior distribuidora de suprimentos na categoria em Manutenção, Reparo e Operação do Brasil. Atuamos no segmento de automação, EPI´s, iluminação, Datacom, materiais elétricos e outros.

Além disso, oferecemos treinamentos técnicos, elaboração de projetos luminotécnicos e consultoria. Entre em contato conosco agora mesmo para conversarmos e, juntos, pensarmos na solução mais apropriada para ajudar o seu negócio!

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!