O que é um fornecedor integrador e quais são seus benefícios?

fornecedor integrador

O que é um fornecedor integrador e quais são seus benefícios?

Se você trabalha na área de compras na Indústria e ainda não tem um fornecedor integrador, certamente sofre com a necessidade de gerir, sozinho, dezenas de provedores de itens MRO (Manutenção, Reparo e Operação), seja na escolha do supplier, na exaustiva negociação de preços, no follow up individual para cada pedido etc.

O problema é que essa “Torre de Babel logística” se repete a cada atingimento do estoque mínimo de cada material elétrico, rolamento ou EPI (Equipamento de Proteção Individual) que esteja em iminente falta na fábrica. Como dar conta dessa loucura?

Soma-se a esse esforço de gerenciamento colossal as frequentes bases de dados inconsistentes no inventário (duplicidades no cadastro, por exemplo), dificultando ainda mais o Lead Time e a provisão de equipamentos na quantidade precisa.

Essa é sua realidade? Assim não dá para ser cirúrgico nas compras. Você precisa mesmo é de um fornecedor integrador!

Por que ter estoque em excesso é tão nocivo à indústria quanto trabalhar no estoque de segurança?

Os estoques garantem a continuidade da produção, disso todos nós sabemos. A questão é que estoque também é dinheiro parado, capital de giro valioso que poderia ser direcionado para o crescimento da indústria, das mais diversas formas. O que isso tem a ver com fornecedor integrador? Tudo.

Ocorre que, de um lado, o gestor de compras sabe que itens em excesso sangram financeiramente a empresa; do outro, que manter o abastecimento perigosamente no limite pode “travar” a produção (e, por consequência, engatilhar sua demissão).

Diante dessa terrível “escolha de Sofia” da gestão de suprimentos, conclui-se que, no “mundo ideal”, uma nova lixa só deveria ser comprada quando a última estivesse em estado microscópico. Ou seja, o setor de procurement deveria ser pautado pelo Just in Time japonês.

Só que, na vida real, existem poucas formas de viabilizar um modelo de trabalho com a cadeia de suprimentos “puxada” pela verdadeira demanda, sem intuições ou previsões estatísticas que não se confirmam (já que resultados passados não são garantia de repetição no futuro).

Resta então catalogar dezenas de fornecedores especializados em cada um dos milhares de itens MRO que você tem em sua fábrica, correndo atrás de cada um deles a cada Ponto de Pedido ou trocar todo esse estresse por um fornecedor integrador.

O que é fornecedor integrador?

Um fornecedor integrador é a representação mais literal do conceito de parceria que você pode ter entre os elos da cadeia logística.

É Supply Chain Management (Gestão da Cadeia de Suprimentos) em seu estado puro, traduzido por meio de um modelo de abastecimento no qual o supplier direciona parte de sua inteligência logística (tecnologias, recursos e materiais) para atender especificamente você, com a possibilidade, inclusive, de atuar in company.

No modelo tradicional de fornecimento, o supplier entrega cegamente os insumos adquiridos sem qualquer preocupação com a realidade da empresa-cliente. Essa “alienação operacional” se reproduz do fornecedor à indústria, da indústria ao atacado, do atacado ao varejo e do varejo ao cliente. Nem precisa ser um Chief Purchasing Officer (CPO) para desconfiar que isso não pode dar certo.

O problema é que esse olhar indiferente, voltado apenas para seu microcosmo, invariavelmente desemboca em prejuízos quando algum elo da cadeia enfrenta algum contratempo. A falta de conhecimento do que acontece na cadeia de suprimentos como um todo faz com que cada um demore a agir e não colabore mutuamente para a eficiência do sistema de forma global. E todos saem perdendo.

Um fornecedor integrador trabalha na contramão dessa visão “estrábica” do negócio. Ele envia especialistas para diagnosticar minuciosamente o modelo de negócios a ser atendido, efetua um inventário-base apoiado em recursos como Big Data e Inteligência Artificial.

Além disso, esse parceiro dimensiona o giro de estoque da indústria e avalia seu histórico de consumo real para então prover o que o cliente precisa no tempo certo, na hora certa e na quantidade exata.

As possibilidades de ter o supplier dentro da empresa (o que não é obrigatório, mas é possível) e o trabalho com soluções digitais de compras por EDI (Electronic Data Interchange) também são características do fornecedor integrador, o que explica o usual sucesso desse formato nas fábricas que já o adotam.

Para quem não está costumado com os termos, EDI é o nome que se dá para os sistemas integrados entre fornecedor e cliente em que não há necessidade de inserção manual de dados para que o primeiro saiba exatamente quais os níveis de abastecimento e necessidades do segundo.

É importante destacar que essa distribuição sistemática de materiais de Manutenção, Reparo e Operação não significa necessariamente ter o fornecedor in company. Existem diversos tipos de ajustes flexíveis para adotar esse modelo de gestão completa de sua cadeia de suprimentos.

Quando você trabalha com um fornecedor integrador e apoio por EDI, fica muito mais fácil ter sempre estoque adequado, redução do inventário, queda brutal nos custos com MRO e garantia de elevado nível de serviço. Mas isso é assunto para o próximo tópico.

Quais os benefícios de ter esse tipo de fornecedor?

Não importa se o que você precisa são materiais elétricos, ferramentas e abrasivos, equipamentos de automação, materiais de iluminação, EPIs, EPCs, transmissores de potência ou lubrificantes e adesivos.

Quando seus itens de manutenção, reparo e operação são providos por um fornecedor integrador, que acompanha de perto o workflow de sua fábrica, benefícios como os citados abaixo não tardam a ser percebidos pela cúpula estratégica da organização. Veja:

  • enxugamento do inventário;
  • derrubada marcante dos custos logísticos globais;
  • integração total da rede de fornecimento com as particularidades da indústria;
  • gestão e dimensionamento de estoques;
  • maior controle do trabalho de procurement, mitigação de fraudes, facilitação de auditorias;
  • fornecimento de itens mesmo que estejam fora de linha;
  • KPIs mais confiáveis para análise de resultados e estudo do centro de custos;
  • garantia de integridade no processo de compra;
  • entrega ponto a ponto;
  • soluções adicionais em TMS, gestão de dados & tecnologia logística;
  • maior atenção na gestão da classe “A” da Curva ABC (itens não numerosos, mas que representam maior custo monetário no processo de compra e que, portanto, merecem cuidado especial no gerenciamento).

Um fornecedor integrador é a oportunidade de se livrar do estressante follow up envolvido em cada novo abafador adquirido. É injetar eficiência em seu setor de compras e liberar analistas da área para atuação mais estratégica e menos operacional.

O que avaliar antes de escolher um fornecedor integrador?

Um fornecedor integrador deve ser capaz de centralizar o abastecimento de todos os itens MRO do seu parque industrial, de materiais elétricos (como terminação e emenda) às soluções de automação (como cabeamentos e inversores), correias, EPIs, ferramentas ou rolamentos.

Esse supplier central deve possuir também uma grande rede de distribuição espalhada por todos os pontos do território nacional, filiais presentes em diversos estados, apresentar solidez no mercado nacional, além de atuar junto às mais importantes marcas mundiais de equipamentos (como 3M).

A realização de parceria com um fornecedor integrador de excelência é a materialização dos sonhos da maioria das indústrias em ter um setor de compras de precisão “cirúrgica”, ponto central da redução de custos corporativos e base para geração de um centro inteligente de dados de suprimentos.

Já conhecia as vantagens de trabalhar com fornecedor integrador? Então assine agora nossa newsletter e continue descobrindo tudo sobre novas estratégias logísticas, tecnologias para gestão de suprimentos, mercado MRO e muito mais!

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!